Segurança auxilia equipes da saúde em barreiras sanitárias nos municípios do Acre

O trabalho de prevenção ao Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, tem sido realizado com muito comprometimento e responsabilidade por todos os colaboradores da saúde em parceria com a Segurança Pública do Acre. Esses profissionais não têm se limitado em realizar essas ações apenas na capital, mas no interior também.

Nos municípios de Feijó e Tarauacá, duas barreiras sanitárias foram montadas, uma na entrada e outra na saída das cidades, onde agentes de saúde recebem o apoio das forças de segurança (Polícias Civil Penal e Militar e Corpo de Bombeiros) para realizar um trabalho de fiscalização e orientação aos condutores e passageiros que trafegam pelo local.

As Prefeituras Municipais de Feijó e Tarauacá, por meio das Secretarias Municipais de Saúde, tomaram a iniciativa das barreiras de inspeção sanitária em alerta a transmissão comunitária do coronavírus no estado do Acre. Portanto, todas as pessoas que estiverem indo para Tarauacá ou Feijó, irão ter que parar na inspeção.

Em Feijó o comandante do Corpo de Bombeiros no município, tenente Corrêa, falou sobre a parceria fechada não só com a saúde municipal, bem como com as demais forças de segurança, no combate ao coronavírus.

“Colocamos os serviços e apoio do efetivo do Corpo de Bombeiros à disposição da saúde, no que for necessário para essa atividade de prevenção. Esse é um trabalho importante porque todos nós estamos envolvidos nessa demanda que foi formalizada com reuniões e assinatura de ofício, para atendermos uma escala durante toda a ação”, explicou.

Dentre as orientações prestadas aos condutores e passageiros estão:

– Na inspeção irão preencher um formulário de entrada no município, com todas as informações pessoais.

– Coletar dados de todos que venham de lugares onde existem casos suspeitos ou confirmados.

– Colocar em quarentena, no período de 14 dias, todos que estiveram onde há transmissão comunitária.

– Se na inspeção aparecer algum caso suspeito e se enquadrar no manejo clínico da doença, essa suspeita será encaminhada para a UBS de referência da Covid-19 para as devidas providências.

– Os profissionais da saúde e segurança irão trabalhar em regime de escala, dia e noite.

Segundo o médico e sargento da Polícia Militar,  Juvenil Souza da Silva, quem for residente de Tarauacá, e apresentar suspeitas de infecção da doença, ficará em quarentena em casa, quem não for, terá que cumprir os 14 dias de quarentena na Escola 15 de Junho, ou voltar para o local onde reside para cumprir a quarentena.

“Assim, com essas medidas de prevenção, esperamos evitar o crescimento acelerado da transmissão e da propagação do coronavírus no nosso município”, completou.