Rio Branco, Acre, 24 de outubro de 2020

Médica explica logística de atendimento de pacientes com Covid-19 no hospital do Guajará

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Com a confirmação de casos de Covid-19 em Guajará, a Secretaria Municipal de Saúde precisou adequar a unidade hospitalar da cidade para atender esses pacientes.

Segundo a médica Suiane Negreiros, a principal mudança foi a criação de uma logística para atender os pacientes sintomáticos respiratórios e assintomáticos respiratórios, separando-os dos demais pacientes.

“O primeiro cuidado foi criar uma logística para que esses pacientes fossem atendidos em locais separados. Hoje, o hospital está dividido em duas partes. Essa divisão inclui uma recepção específica, um consultório específico, unidades de emergência, além de leitos de internação”.

Negreiros explica, ainda, que os testes rápidos só são indicados para pessoas que estejam sentindo sintomas há oito dias; caso contrário, não são eficientes.

“O teste rápido só é eficaz após oito dias de sintomas. Em casos graves há possibilidade da coleta do exame swab e mandar para o laboratório de Rio Branco” (sic), destacou.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.