Após denúncia de mãe, equipe da Unidade Sentinela do Jesuíno Lins esclarece situação

A Cruzeirense Benoiza França usou as redes sociais para denunciar um suposto descaso da equipe da Unidade Sentinela do Jesuíno Lins, responsável pelo atendimento aos pacientes de Covi-19.

Segundo Benoiza, o filho estava com sintomas da doença e ambos se dirigiram à Unidade de Saúde em busca de uma consulta médica. “Ficamos na fila por horas, quando de repente sumiram todos os profissionais. Depois de um tempo, retornaram e disseram que os atendimentos estavam suspensos e só retornavam às 13 horas. Não nos informaram sobre nada”, desabafou a mãe.

Em resposta, a equipe da Unidade Sentinela do Jesuíno Lins gravou um vídeo esclarecendo a situação. “No momento de entrega dos kits de medicamentos, toda a equipe foi solicitada para receber as devidas orientações de como aplicar nos pacientes”, explica a enfermeira Maria Jancileia de Souza.

De acordo com a enfermeira, Benoiza chegou no intervalo de ausência dos profissionais. “Quando a nossa recepcionista chegou, ela, claro no seu direito de ser atendida reclamou de estar esperando. Mas, não foi intencional que a recepcionista tenha se ausentado. Estávamos querendo dar vazão à medicação que havia chegado”, justifica.