Polícia Civil captura faccionado que fugiu do presídio em Rio Branco

Informações repassadas pela Polícia Civil do Acre na manhã desta sexta-feira (5), dão conta da prisão do foragido da Justiça, Raimundo Nonato dos Santos Fonseca, o “Didi”, de 32 anos, que no dia 20 de janeiro deste ano fugiu, na companhia de mais 25 presos, do pavilhão L, do Complexo Penitenciário de Rio Branco, Drº Francisco D’Oliveira Conde, após fazer um buraco na cela e escalar a muralha do presídio usando “terezas”.

De acordo com relatos oficiais, Fonseca, que integra um grupo criminoso com cargo de liderança, vinha sendo monitorado por agentes da DHPP por suspeita de ordenar e participar de execuções em Rio Branco.

O criminoso foi preso em uma residência localizada no Beco do Primícias, bairro Recanto dos Buritis, região do Segundo Distrito de Rio Branco.

A operação de captura de Didi foi realizada por agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) do Departamento Especializado em Investigações Criminais (DEIC) e do Núcleo Especial de Capturas (NECAP).

“A Polícia Civil continua, de forma prioritária, com os trabalhos de prisões decretadas pela Justiça estadual, no combate a criminalidade e a violência, realizados pelo Departamento de Polícia da Capital e do Interior (DPCI) e pelo Núcleo de Capturas (NECAP). Hoje tiramos mais um indivíduo de alta periculosidade do meio da sociedade”, frisou José Henrique Maciel Ferreira, delegado-geral da Polícia Civil do Acre.

Fonte: Contilnet.