Travesti é encontrada morta com marcas de agressões e suspeita de overdose em Rio Branco

Uma travesti inicialmente identificada como Fernanda, foi morta por agressões físicas e em seguida por uma parada cardíaca, na madrugada desta quinta-feira (25), na Rua Minas Gerais, no Bairro Preventório em Rio Branco.

Segundo informações da polícia, a Fernanda estava já alguns dias possivelmente usando entorpecentes e bebendo com amigos, quando na noite desta quarta-feira (24), teria discutido com uma pessoa ainda não identificada pela polícia, que pode ser cliente ou colegar de profissão. Após a discussão que acabou evoluindo para agressões físicas, posteriormente a travestir caiu desmaiada na calçada.

Já na madrugada, populares avistaram Fernanda deitada em via pública, rapidamente acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), quando os socorristas chegaram no local, só puderam constatar que Fernanda já estava sem vida. A área foi isolada para os trabalhos da perícia. Agentes do Instituto Médico Legal (IML) recolheram o corpo e levaram para a sede, onde serão realizados os devidos exames cadavéricos.

Segundo o perito, a vítima tinha marca de agressões simples, mas as causas da morte aparentava ser uma parada cardíaca, provavelmente por uso excessivo de drogas, mas só o laudo cadavérico pode atestar essa hipótese, finalizou o profissional.

Ainda não se sabe a motivação das agressões. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Por Ithamar Souza, do Contilnet.