Operação da Polícia Civil prende 40 integrantes de uma facção criminosa em Feijó

A Polícia Civil do Acre realizou na manhã desta quinta-feira, 2 de julho, mais uma operação de combate às organizações criminosas, batizada de Operação Calebe. Desta vez, a ação policial foi realizada na cidade de Feijó, distante 344 km da capital, Rio Branco. Ao todo, 115 mandados judiciais, sendo 61 de prisão e 54 de busca e apreensão foram cumpridos.

Cerca de 80 policiais participam da ofensiva, sendo que 20 são recém-empossados. Mais de 20 viaturas foram usadas na ação.

A operação foi coordenada pelo delegado Valdinei Soares, com o apoio da Direção-Geral da Polícia Civil, por meio do Departamento de Inteligência (DI). A ação teve como objetivo principal desarticular células de organizações criminosas e prender seus integrantes. Dos 61 mandados de prisões, 40 foram cumpridos, sendo 29 na cidade e 11 na unidade prisional local.

A operação teve início na quarta-feira, 1º, quando um comboio de 14 viaturas saiu de Rio Branco rumo a Feijó. Às 4h50 da quinta-feira, os 45 policiais civis da capital se juntavam aos policiais de Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Feijó. O ponto de encontro foi a entrada da cidade, onde foi realizada uma rápida reunião e logo em seguida as equipes seguiram para os alvos da operação.

O delegado-geral da Polícia Civil do Acre, José Henrique Ferreira, destacou a ação da Polícia Judiciária e o empenho dos policiais no combate ao crime organizado: “Essa é uma das maiores ações da Polícia Civil naquela região e quero destacar o empenho de cada policial para o sucesso da operação. São 40 pessoas envolvidas com o crime organizado que foram retiradas de circulação. Queremos destacar o trabalho de inteligência e de investigação que foi realizado e que também garantiu o resultado positivo nessa ofensiva. Não vamos parar, mais ações serão desencadeadas no Acre e quem estiver em conflito com a lei será alcançado e preso”.