Com aumento de queimadas, resgates de animais em áreas urbanas crescem 37% no Acre

Como efeito do período de queimadas no Acre, que começa a ser registrado a partir do mês de maio, o número de resgate de animais silvestres cresceu 37% nos últimos meses no estado, conforme levantamento dos bombeiros feito a pedido do G1.

Os dados foram calculados comparando desde o mês de maio até 12 de julho deste ano, período em que já foram resgatados 502 animais em áreas urbanas. No ano passado, no mesmo período, foram 367 resgates, apontam os bombeiros.

O aumento das queimadas tem impactado nesse número, segundo os bombeiros, já que o estado também registrou um aumento de mais de 70% nessas ocorrências.

“Tem influência com as queimadas, os animais estão no cantinho deles e vem o fogo, então o que ocorre? Eles fogem, vão para as casas, para a rua. Então tem influência, sim, das queimadas”, contou o major Claudio Falcão dos bombeiros.

Dois dos últimos resgates ocorreram neste final de semana, em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre. Um foi de uma coruja e outro de uma arara. As duas foram encontradas na rua e os bombeiros foram acionados para resgatar os animais.

“São atendimentos diários, todos os dias fazemos esse tipo de atendimento em todo estado”, acrescentou o major.

Animais fogem das queimadas e acabam aparecendo em áreas urbanas  — Foto: Asscom/Bombeiros Acre

Falcão disse que quando são acionados para esse tipo de resgate, se o animal tiver em boas condições é devolvido para a natureza, caso necessite de reabilitação, ou algum tratamento, são encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas).

“O que nós fazemos? capturamos o animal, avaliamos e, caso ele tenha condição de habitar novamente a mata, a gente solta. Caso não, a gente leva para tratamento”, concluiu o major.

Resgates no período

Comparando todo o período, de janeiro a 12 de julho, o número total de resgates no estado foi de mais de 1,5 mil neste ano. Já no ano passado, os dados apontam que os números também foram menores com 1,2 mil resgates. O aumento no período foi de 19,5% em todo estado.

Fonte: G1 Acre.