No Acre, vandalismo em outdoors revolta apoiadores de Bolsonaro

Um movimento puxado por representantes do setor agropecuário, que também ganhou a adesão de comerciantes e empresários, resolveu expor o apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

A estratégia foi espalhar outdoors pela capital acreana. Rapidamente, o grupo arrecadou mais de 50 mil reais em uma semana. Dinheiro suficiente para espalhar 100 publicidades pelo estado. Nos outdoors, frases como “o agronegócio do Acre está com Bolsonaro” e também uma das frases comumente usadas pelo presidente, “Deus, Pátria e Família”.

Ocorre que nos últimos dias, os outdoors espalhados por Rio Branco viraram alvo de vandalismo, com pichações na imagem do presidente.

A ação dos vândalos gerou reclamação nos apoiadores de Bolsonaro e idealizadores do movimento. “É lamentável. As pessoas que não concordam, não tem problema, é um direito delas, mas isso é vandalismo. Acho isso repugnante. Muitas vezes eu não gostava das medidas adotadas pelos ex-presidentes Lula e Dilma, mas sempre respeitei. Isso é uma falta de respeito com a instituição Presidência da República”, afirma o empresário e pecuarista Fernando Zamora, um dos coordenadores do movimento de apoio à Bolsonaro no Acre e que chegou a ser pré-candidato à prefeitura de Rio Branco pelo PSL.

*Por Leonidas Badaró, do AC24horas.