Rio Branco, Acre, 19 de setembro de 2020

Pai que matou filho degolado mostra frieza no interrogatória e afirma que “só Deus pode julgá-lo”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Cristiano Lima Arsenio, que matou o próprio filho de apenas cinco anos degolado, enquanto dormia, ficou em silêncio e mostrou frieza durante o interrogatório do delegado Frederico Tostes, na Delegacia de Flagrantes (Defla), em Rio Branco.

Segundo o delegado, Cristiano não respondeu as perguntas sobre o crime e disse apenas uma única frase: “Só Deus pode me julgar”.

A mãe da criança, Erika Leandro Nascimento, também foi ouvida pelo delegado.

Cristhofer Leão Arsênio, de apenas 5 anos foi encontrado no chão, ao lado da cama ensaguentada. A arma do crime, uma faca, foi encontrada próximo ao local do crime.

Diferente do que foi noticiado à princípio, o criminoso foi levado a delegacia por um pastor que lhe deu carona, e depois ficou sabendo da fatalidade.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.