Rio Branco, Acre, 29 de setembro de 2020

Redução do ICMS do frango trará sérios prejuízos a Acreaves, diz sindicato de Frigoríficos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

A redução de 17,5% para 5% na alíquota de ICMS do frango congelado vendido no Acre, anunciada pela Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) trará sérios prejuízos à única indústria frigorífica de aves do Estado, a Acreaves, anunciou nesta terça-feira (25) em sua página oficial no Facebook o Sindicato das Indústrias de Frigoríficos e Matadouros do Estado do Acre – Sindicarnes.

A Acreaves possui 300 empregos diretos e 2.400 indiretos. Com o imposto mais baixo, a empresa acreana não terá condições de competir com indústrias nacionais do mesmo ramo.

“São mais de 150 famílias de produtores familiares que vivem da avicultura. São repassados ao Estado anualmente R$ 1,5 milhão de ICMS diretamente e mais R$ 1,5 milhão indiretamente. Contamos com o apoio do governo do Estado, bancada Federal e bancada Estadual para juntos fortalecermos as indústrias, os empregos e principalmente a economia do Estado”, diz o sindicato.

Ao contrário do Sindicarnes, a Acisa (Associação Comercial do Acre) elogiou semana passada o governo pela redução do imposto e afirmou que a medida vai refletir diretamente na redução do valor do frango para o consumidor final.

“Além da satisfação de o produto ser novo integrante da cesta básica, acreditamos que certamente haverá redução no seu preço, em curto espaço de tempo, para que assim, mais famílias tenham acesso, pagando um valor justo para ter o produto na mesa”, comemorou o presidente da Acisa, Celestino Bento.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.