Rio Branco, Acre, 21 de setembro de 2020

Aumenta a intensidade das queimadas ao longo da BR 364 no Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Um motorista registrou em fotos no último domingo (30) o aumento na intensidade das queimadas ao longo da BR 364. As fotos enviadas à redação do site Juruá em Tempo mostram diversos focos de queimadas intencionais, que segundo o motorista, são mais frequentes entre os municípios de Sena Madureira e Cruzeiro do Sul. “Não se vê nenhum órgão de fiscalização atuando”, disse o motorista.

Apesar das queimadas serem comuns nessa época do ano, há um aumento significativo na intensidade em que elas tem ocorrido. Segundo dados do INPE divulgados pelo site Amazônia Real no dia 14 deste mês, o número de queimadas deste ano na Amazônia Ocidental (Acre e Rondônia) é 23,5% maior do que o registrado há quatro anos, quando a região estava afetada pelo fenômeno El Niño. De 1º de janeiro a 13 de agosto deste ano, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou 1.497 focos de calor no estado contra 1.212 no mesmo de 2016.

O aumento das queimadas acontece num momento em que o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, determinou a suspensão das verbas federais destinadas ao controle das queimadas. No dia 28, o Ministério do Meio Ambiente informou que iria desmobilizar mais de 1.800 brigadistas, 400 fiscais, além dos equipamentos, caminhões, aviões e helicópteros. De acordo com o ministério, o bloqueio das verbas teria sido determinado pela Secretaria de Governo e pela Casa Civil da Presidência da República.

Ou seja, trata-se de uma deliberação direta do governo federal de reduzir os programas de fiscalização e controle de queimadas, como parte de uma política de permitir a destruição da Amazônia.

Veja as imagens:

 

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.