30.6 C
Juruá
quarta-feira, fevereiro 28, 2024

Entendendo de vez o serviço de tradução legal ou jurídica

Por

- Publicidade -

Dentre os inúmeros formatos e demandas da tradução, um que constantemente se destaca é a tradução jurídica. Devido ao ser caráter crucial, essa categoria de tradução com certeza não é para amadores, envolvendo elementos primordiais da rotina e até mesmo vida de um indivíduo. Como o próprio nome diz, o serviço de tradução legal lida com todos os tipos de documentos jurídicos, representando um grande desafio no trabalho do tradutor, pois qualquer erro, dependendo do documento a ser traduzido, pode representar problemas em processos de imigração, casamento, divórcio, licitação, e por aí vai. 

Quando falamos em traduzir qualquer documento legal, é exatamente isso que queremos deixar claro. Existe uma enorme variedade de documentos legais. Alguns exemplos são:

 

  • Depoimentos
  • Declarações de testemunhas
  • Testamentos
  • Contratos
  • Licenças
  • Licitações
  • Documentos parlamentares
  • Nova legislação
  • Documentos de imigração

 

Pois bem, o mundo jurídico é carregado de processos individuais e específicos. São tantos que diferem-se até em países que compartilham o mesmo idioma. Os processos da Inglaterra e dos Estados Unidos não são iguais, e cabe ao tradutor jurídico fazer essa intermediação. Em consequência, países que não falam a mesma língua requerem ainda mais trabalho. Além de fluência nos idiomas dos dois países, o tradutor deve possuir conhecimento extenso nas leis e processos de ambos. 

Isso não quer dizer que o tradutor legal irá traduzir qualquer documento de natureza jurídica. Como dito antes, a especificidade é enorme. É muito comum, portanto, encontrarmos tradutores legais especializados em um ou mais tipos processos, e não todos. Normalmente, dentro de uma agência de tradução, é ideal possuir funcionários com diferentes áreas de experiência. Assim, um tradutor ficaria encarregado pelas traduções de documentos comerciais, outro pelas parlamentares, e daí em diante. O importante é ressaltar que o profissional esteja sim familiarizado com as metodologias legais de cada país, assim como seus termos, expressões e procedimentos.

Para ficar claro, é ideal que o tradutor legal possua as seguintes características e habilidades:

 

  • Fluência escrita, tanto na língua-fonte (aquela original do documento) quanto na língua-alvo (língua para qual se verte o enunciado);
  • Um histórico na área jurídica, sabendo exatamente em que campos legais o tradutor irá se especializar;
  • Conhecimento extenso dos sistemas legais adotados em ambos os países;
  • Domínio da terminologia jurídica utilizada em ambos os países;
  • Destreza para interpretar e transmitir conteúdo, mantendo seus intuitos originais.

 

 Em razão de todas essas demandas, o trabalho do tradutor legal deve ser extremamente valorizado, considerando que ele presta um papel vital para a sociedade. A comunicação de assuntos legais ocorre rotineiramente e não seria possível sem o esforço desses profissionais.

 

- Publicidade -
Copiar
error: Alert: O conteúdo está protegido !!