Rio Branco, Acre, 21 de setembro de 2020

Boi gordo tem alta de 11,5% no Acre e mais três estados do Norte neste início de setembro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Além do Acre, mais três estados da Região Norte também tiveram a alta que deve manter preços firmes para a arroba do boi gordo

A cotação do boi gordo subiu consideravelmente neste início de setembro. O Acre aparece com um incremento médio de 11,5%. Além deste, mais três estados da Região Norte também apresentam alta, onde em praticamente todas as praças as cotações subiram. Em agosto, também acumularam uma subida de mais de 11% considerando as praças de Rondônia, Tocantins e Pará.

No mercado que dita o preço do boi gordo, São Paulo, a cotação para o mercado interno chegou em R$242,00 a arroba, preço bruto e a prazo. Descontando a alíquota do Senar a cotação é de R$241,50 por arroba e livre de Funrural e livre do Senar a cotação é de R$238,50/@. Alta diária de 0,85% ou R$2,00/@. Com esse ajuste, o ágio para o mercado chinês praticamente não existe.

O Acre tem sentido as consequência da lei da oferta e demanda em relação ao mercado do boi gordo. Frigoríficos anunciaram semanas atrás que terão de repassar o aumento do produto às casas de carne e supermercados. Com isso, o preço da carne ao consumidor final deve ficar ainda mais elevado. Especialistas afirmam que valor está em alta nos bezerros e há escassez de boi gordo.

O presidente da Federação da Agricultura do Acre, Assuero Doca Veronez, confirma que o preço do boi gordo vem aumentando no Brasil todo. “Não é um fenômeno acreano”, diz ele. “Essa situação é nacional. O que está havendo é uma escassez de boi, devido a muitos abates de vacas anos atrás, que, consequentemente, nasceram menos bezerros. Está havendo falta de boi no Brasil todo”.

Além disso, outro ponto apresentado para o aumento expressivo no valor final da carne ao consumidor, é o aumento do consumo, especialmente da exportação. A China é o fator preponderante nessa situação, responsável pelo aumento exorbitante na exportação de carne brasileira e outros produtos. O Acre ainda tem a arroba do boi mais barata do Brasil.

O cenário é de, na pior das hipóteses, manutenção de preços firmes para a arroba do boi gordo. A cotação subiu em 15 das 32 praças pecuárias monitoradas pela Scot Consultoria. O quadro é de escalas curtas e pouca disponibilidade de boiadas.

Em agosto foram exportadas 163,2 mil toneladas de carne bovina in natura, aumento de 20,8% na comparação com o mesmo mês de 2019. O faturamento foi de US$654,24 milhões, incremento de 16%, na mesma comparação (Secex).

O volume exportado foi recorde para agosto e é o segundo maior volume já embarcado, atrás apenas do de julho último (-3,6%), que contou com dois dias a mais de exportações.

Por Edmilson Ferreira, do AC24horas.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.