Rio Branco, Acre, 27 de setembro de 2020

Coordenação Regional de Saúde remaneja médicos da UPA do Juruá e causa caos no atendimento

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Um atendimento de qualidade que recebia elogios espontâneos da população está sendo prejudicado por conta de uma decisão da Coordenação Regional de Saúde do Vale do Juruá, que sem nenhuma explicação transferiu um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 hrs do Juruá e remanejou outro que havia sido contratado.

Nesta semana foram recebidas várias reclamações de pacientes pela demora no atendimento prestado na UPA. Na última quinta-feira (06), um paciente que mora no bairro Formoso se revoltou pelo tempo da espera e os servidores tiveram inclusive que acionar uma guarnição da Polícia Militar que foi até a unidade verificar a situação.

O paciente confirmou que sua revolta foi por conta da grande demora, e que somente depois da chegada da Polícia Militar sua esposa foi atendida, mas ele não teve mais condição psicológica de se submeter a consulta. “Foi muito constrangedor saber que só tinha um médico para atender todos os pacientes”, lamentou.

O problema da repentina mudança de qualidade do atendimento prestado na UPA, que recebeu inclusive elogios de um deputado estadual da oposição, está sendo motivado por uma ação direta da Coordenação Regional de Saúde do Juruá que apesar do parecer contrário do Diretor Técnico da UPA transferiu um médico da unidade para o SAMU.

Outro médico que foi contratado pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) para prestar serviços na UPA do Juruá e sem nenhuma explicação à direção da UPA, também foi cedido pela Coordenação Regional de Saúde para o SAMU. Com isso a equipe de 10 médicos da unidade está sobrecarregada e as demoras nos atendimentos tem causado muita reclamação.

 

A UPA dispõe de 10 médicos que atendem plantões de 12 horas. Antes diariamente três médicos faziam atendimento no ambulatório, urgência e emergência e visitas aos pacientes. Agora, com a transferência do médico para o SAMU, apenas dois fazem o atendimento. A demora acontece no momento que um dos médicos faz as visitas aos pacientes internados.

Questionada a direção da UPA, administrador Macson Rosas, explica que o serviço prestado tem deixado satisfeitos os pacientes que por lá passaram, mas a transferência do médico e o remanejamento dos outros dois impossibilitou a continuidade do atendimento de qualidade que vinha sendo prestado anteriormente.

“Mesmo com o parecer contrário do Diretor Técnico da UPA o médico foi transferido. Os outros dois também foram remanejados e isso tem ocasionado as demoras no atendimento. É preciso, no mínimo, de três médicos diariamente para garantir o atendimento dos mais de 3 mil pacientes atendidos no mês de agosto passado”, disse.

Consultada a diretora da Sesacre no Juruá, Raquel Batista, explica que a informação não procede, que o médico que foi transferido estava com horário incompatível e para não perder mais um profissional ele foi transferido para o SAMU. Se não fosse transferido o médico pediria demissão”, disse a diretora da Sesacre.

Segundo a diretora haverá uma reunião com a gerência da UPA porque segundo informações repassadas pelo diretor clínico a escala de plantão com dois médicos está fechada. “Desde o início a UPA funcionava apenas com dois médicos. Só agora que está havendo caos? ”, pergunta a diretora que afirma que a escala sempre funcionou com dois médicos.

Sobre a contratação do outro médico a diretora informa que o assunto é Fake News. “Preciso primeiro averiguar o que ocorreu e marquei uma reunião com a gerência. Precisamos averiguar os dois lados e informo que mais um médico, Dr. Felipe, será lotado na UPA. O médico que foi remanejado pode inclusive se manifestar”, finaliza.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.