Rio Branco, Acre, 30 de setembro de 2020

Policial penal flagrado com drogas em presídio de Rio Branco tem prisão mantida

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O esquema de distribuição de drogas funcionou por pelo menos um mês na unidade penitenciária da capital acreana

A 1ª Vara Criminal de Rio Branco manteve a prisão preventiva de policial penal acusado de tráfico de drogas nas dependências do Complexo Penitenciário Doutor Francisco de Oliveira Conde. O réu ainda será julgado pelo crime, que foi denunciado em junho deste ano.

O policial foi enquadrado pelo tráfico (artigo 33) e por praticar ato ilegal prevalecendo-se de seu cargo público (artigo 40), conforme a Lei Antidrogas n° 11.343/03. De acordo com os autos, o réu participava de um esquema que foi delatado, na qual ele era responsável por deixar entorpecentes uma vez por semana na lixeira, então o encarregado pela limpeza do pavilhão recolhia e repassava para os detentos. Ambos foram presos em flagrante pela posse de uma barra de maconha e duas barras de cocaína.

O pedido de revogação da prisão preventiva foi indeferido devido aos fortes indícios de autoria e materialidade. A juíza de Direito Louise Kristina apontou ainda que o delito ultrapassou a gravidade no elemento normativo do tipo, pois “foram apreendidos dois tipos de droga (maconha e cocaína) em quantidade considerável”.

A magistrada ressaltou também que o fato de o réu trabalhar como policial penal aumenta a gravidade do crime: “uma vez que ele tinha o dever de fiscalizar e zelar pela população carcerária, mas acabou sucumbindo a criminalidade, passando a ser a pessoa que levava drogas aos presidiários, muitos deles também presos pelo crime de tráfico de drogas”.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.