Rio Branco, Acre, 25 de setembro de 2020

“Temos que vencer a desinformação e conscientizar a sociedade sobre a Síndrome Alcóolica Fetal”, diz Forneck

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Autor da lei municipal que institui o 9 de setembro como o Dia Municipal de Conscientização e Prevenção da Síndrome Alcoólica Fetal (SAF), o vereador de Rio Branco, Rodrigo Forneck, alerta para importância de o poder público informar a sociedade sobre as consequências do consumo de bebidas alcoólicas durante a gravidez.

“As pessoas não sabem que consumir álcool, durante a gravidez, gera sérios prejuízos à saúde das mães e das crianças. Quando criamos a lei, em 2017, nosso objetivo era exatamente esse: vencer a desinformação e alertar a sociedade sobre a Síndrome Alcoólica Fetal. Além, claro, de impulsionar a criação de uma política pública municipal de atenção às crianças e famílias acometidas pela SAF”, explica Rodrigo.

Presidente da Comissão de Saúde na Câmara de Rio Branco, o líder do Partido dos Trabalhadores apresentou um novo projeto, nesta semana, que se soma ao anterior. “Temos que exigir que o símbolo da SAF esteja visível nos estabelecimentos comerciais, que atuam com a venda e consumo de bebidas alcoólicas, para que as gestantes e familiares tenham acesso a essa informação. A prevenção é sempre a melhor escolha”, observa Forneck.

Aprovada por todos os vereadores, a Lei 3.301 de 30 novembro de 2017 contribui com a formação de profissionais da saúde e, mais recente, para profissionais da área de assistência social do Município. O projeto de lei foi concebido em parceria com a sociedade civil organizada, Ministério Público e demais órgãos públicos.

A agrônoma Cleisa Brasil, mãe de uma criança com SAF e uma das precursoras do assunto no Acre e no país, chama atenção para os desafios enfrentado pelas famílias, crianças e mães. “Por mais que a lei tenha trazido muitos avanços, a gente ainda tem que lidar com a realidade de que muitas crianças ainda não foram diagnosticadas. As mães têm medo de serem acusadas, condenadas e rechaçadas. Esse é um eixo muito importante da campanha: trabalhar essa informação para a sociedade, para mostrar que tanto as crianças quanto as mães são vítimas da desinformação”, frisou.

  • Ascom Ver. Rodrigo Forneck.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.