Rio Branco, Acre, 24 de setembro de 2020

Acreanos pagam mais caro por gás, carne¸ arroz e destinam 77% dos seus salários para cesta básica

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Os acreanos estão sentindo no bolso o aumento dos produtos nesta pandemia. De acordo com dados divulgados pelo IBGE, Rio Branco ocupa o quarto lugar no ranking nacional entre as capitais com maior inflação em agosto.

Os grandes vilões da inflação na capital acreana foram os preços do tomate (12,98%), do leite longa vida (4,84%), das frutas (3,37%) e das carnes (3,33%). A carne, inclusive, para os consumidores, teve elevação de apenas 3,33% na pesquisa do AC 24 Horas.

Outro item que teve um aumento considerado foi o óleo de cozinha, que passou de R$ 4 reais para R$ 6 nos últimos dias nos supermercados de Rio Branco.

O preço do arroz é o que mais preocupa, pois 5 quilos, que antes custava R$ 17 reais passou para R$ 23. Uma compra com arroz, feijão, macarrão, açúcar, carne bovina, frango, manteiga, pão, farinha de mandioca, óleo de cozinha, café, batata, tomate, banana e leite de caixinha pode custar até R$ 800 reais, comprometendo 77% de um salário mínimo, que é de R$ 1.045.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.