Rio Branco, Acre, 22 de setembro de 2020

Eduardo Cunha é condenado a 15 anos de prisão na Lava Jato

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB) foi condenado nesta 4ª feira (9.set.2020) a 15 anos e 11 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A decisão é do juiz responsável pela Lava Jato no Paraná, Luiz Antônio Bonat. Cunha foi condenado sob acusação de participar de 1 esquema de corrupção em contratos da Petrobras. Segundo a denúncia, ele recebeu R$ 1,5 milhão em propina em contratos de fornecimento de 2 navios-sondas.

O juiz ordenou, também, o confisco de 4 carros de Cunha. Os valores deverão ser revertidos à Petrobras. O magistrado diz que há suspeitas de que os carros tenham sido comprados com verba de origem ilícita.

A defesa do ex-deputado afirmou que “trata-se de uma sentença teratológica, servil a uma visão punitivista, cruel e decadente de criminalização da política”.

Cunha está em prisão domiciliar desde março por causa da pandemia. Ele possui outras duas condenações, uma a 24 anos e 10 meses de reclusão da 10ª Vara Federal de Brasília, e outra do Paraná a 14 anos e 6 meses de prisão.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.