Rio Branco, Acre, 30 de setembro de 2020

MP acredita que acusados por morte de Johnliane vão à júri popular

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O promotor de Justiça, Efrain Mendoza, do Ministério Público do Acre (MPAC), falou na manhã desta quarta-feira, 16, a respeito do caso Johnliane Paiva de Souza, 30 anos, morta em um acidente de trânsito causado por Ícaro José da Silva Pinto, o motorista da BMW, e Alan Araújo Lima.

Os dois são acusados pela morte da jovem, que ocorreu devido a um possível racha entre os dois carros.

Mendonza ofereceu denúncia por homicídio, crime de racha, omissão de socorro, fuga do local do fato, exposição de outros ao perigo, além de pesar contra Ícaro, embriaguez ao volante. A denúncia foi oferecida ao Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) na última segunda-feira, 14, pelo MP. O órgão espera que o caso vá a júri popular.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.