Rio Branco, Acre, 26 de outubro de 2020

Comissão Pastoral da Terra aponta crescimento dos conflitos agrários no Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Número de famílias ameaçadas de despejo chega a 1.531 em 88 pontos de conflitos pela posse da terra

Informações divulgadas pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) destacam que o Estado do Acre teve 160 famílias despejadas em 2019. De acordo com o boletim, o número de famílias ameaçadas de despejo chega 1.531. O que mostra uma grave crise no campo acreano. São 88 pontos de conflitos registrados no Acre.

Para se ter uma ideia da gravidade do problema, há mais conflitos pela posse da terra no Acre que em Rondônia (82), Amazonas (52), Roraima (28) e Tocantins (45). Ficamos atrás apenas do Pará, estado histórico em conflito agrário. São 150 registros de pontos de disputa pelas terras paraenses.

Em 2018, o Acre registrou 59 pontos de conflitos. Ou seja, um aumento considerável em 2019.

Fonte: Notícias da Hora.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.