24.8 C
Juruá
terça-feira, fevereiro 20, 2024

Igrejas católicas têm primeiro domingo de missas presenciais em Rio Branco após cinco meses

Por

- Publicidade -

Após mais de cinco meses assistindo as celebrações pela internet, os fiéis da igreja católica puderam acompanhar a primeira missa presencialmente neste domingo (6). A Diocese de Rio Branco decidiu voltar com as celebrações com restrições e apenas 30% da capacidade de fiéis por missas.Entre as regras que são seguidas pela igreja estão:

  • Limitação e 30% da capacidade dos templos;
  • Não podem participar pessoas com mais de 60 anos e crianças menores de 10 e todas aquelas que fazem parte do grupo de risco;
  • Álcool em gel para higienizar as mãos
  • Demarcação no chão para manter o distanciamento.

O consultor administrativo Adalcimar Nunes disse que acompanhou as celebrações pela internet, mas nada se compara em ir à igreja assistir a missa presencialmente. Para ele, a pandemia afastou as pessoas da igreja e é muito importante voltar para o santuário.

“É um momento muito importante porque todos os domingos eu vinha para missa fortalecer espiritualmente e ouvir a palavra de Deus, mas essa pandemia afastou todo mundo da igreja e após cinco meses estamos retornando. Essa primeira missa é simbólica pela presença na casa do Senhor, a gente acompanhava pelos meios de comunicação, mas não é igual, a energia não é a mesma e é muito importante estar na casa do Senhor e na presença de Deus”, confirmou.

Fortalecimento

O reitor da Catedral Nossa Senhora de Nazaré, padre Manuel Costa, disse que, além de adorar a Deus, outro importante objetivo é preservar a vida das pessoas durante as celebrações. Para isso, a organização se preparou e montou a celebração com todos os cuidados para segurança de todos os fiéis.

“A ideia principal é preservar as pessoas. Nesse sentido, as pessoas do grupo de risco e que tem mais de 60 anos continuem participando da eucaristia pelos meios digitais e os que vêm na igreja são aconselhados a seguir as normas de segurança. Nós, aqui da catedral, e as sete paróquias estamos tomando todas as medidas de segurança para garantir a proteção para que a pessoa venha rezar, mas sabendo que na igreja não vai encontrar uma oportunidade para ficar doente”, destacou.

O cristão destacou também que o retorno das missas presencialmente fortalece a fé. “Justamente porque sabemos que Deus em todas as circunstâncias da nossa vida está ao nosso lado. Essa fé que recebemos pela eucaristia e escuta do evangelho e o bom cristão é também um bom cidadão e segue as orientações”, concluiu.

Fonte: G1 Acre. Colaborou a repórter Aline Vieira, da Rede Amazônica Acre.

- Publicidade -
Copiar
error: Alert: O conteúdo está protegido !!