Rio Branco, Acre, 30 de novembro de 2020

TCE solicita que Alysson Bestene explique supostas irregularidades em contratos com fornecedores

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Tribunal de Conta do Estado (TCE) instaurou nesta segunda-feira (19) quatro processos que inspecionam os contratos entre a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) e empresas privadas contratadas para o enfrentamento da emergência da Covid-19 sem licitação.

O TCE vai apurar e acompanhar dois contratos entre a Sesacre e a empresa Recol Distribuição e outros dois com a empresa Eireli que envolvem a compra de medicamentos destinados para a rede hospitalar estadual.

O secretário de saúde, Alysson Bestene Lins, tem quinze dias para apresentar justificativas sobre as irregularidades encontradas no Relatório de Procedimento de Investigação Preliminar.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.