Rio Branco, Acre, 4 de dezembro de 2020

Aproximação de Cel Ulysess (PSL) à Socorro Neri (PSB) é resultado da política desastrada de Major Rocha (PSL)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Leandro Altheman.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

É bastante curiosa essa declaração de apoio do Coronel Ulysses (PSL) à candidatura de Socorro Neri (PSB) em Rio Branco.

Os adversários da atual prefeita que apoiam a única candidatura à sua esquerda, Daniel Zen (PT) se apressam em aproveitar para colar nela o rótulo de ‘bolsonarista’ por conta desse apoio.

Faz todo sentido na lógica da eleição, que o PT, isolado na capital, tente com isso buscar o voto mais progressista que tende a caminhar com Socorro Neri.

Mas em verdade, quem se movimentou em direção à Socorro Neri foi o Coronel Ulysses e não o contrário.

O recorte puramente ideológico esquerda x direita fracassa em explicar as movimentações políticas no Acre.

No caso de Cel Ulysses, a aproximação com Socorro Neri é um ato de rebeldia contra Major Rocha que havia ‘forçado’ o apoio do PSL a Minoru Kimpara, do PSDB.

Major Rocha pode facilmente ganhar a disputa de ser o pior articulador político da história do Acre. Pelo PSDB, adiantou-se ao governador Gladson Cameli articulando candidaturas municipais que supostamente estariam à direita do governador. Minoru Kimpara, ex-PT, ex-REDE, ex-PSL e atualmente PSDB foi a principal dessas candidaturas montadas por Rocha, com o objetivo de se contrapor a Gladson e construir uma base para que em 2022 viesse a disputar o governo.

A candidatura de Fagner e Luís Cunha é outro desses desastres de Rocha. Jogou um nome limpo e promissor do PSDB no lodaçal dos Sales. Quem perde é a política de Cruzeiro do Sul.

Ao mesmo tempo a ‘articulação’ de Rocha praticamente inviabilizou a disputa por Adônis Souza (PSL) que ora vejam só, tem mais chances que a ‘super chapa’ criada por Rocha.

Nem mesmo uma eventual vitória de Minoru na capital reverteria o desastre causado por Rocha em dois partidos, o PSDB e o PSL. Isso porque Gladson está fora do Progressistas e tem convite para o PSDB. Na verdade, Minoru é tão volúvel que Gladson nem precisaria ir para o PSDB para trazer Minoru para o seu lado.

Essa noção de direita e esquerda não funciona para explicar a realidade política do estado.

O que existe de verdade hoje no estado é uma disputa entre as chapas apoiadas por Gladson e as chapas apoiadas por Rocha.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.