Rio Branco, Acre, 16 de janeiro de 2021

Em Cruzeiro do Sul, vereador eleito pode ter mandato cassado por receber auxílio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Justiça eleitoral pediu a lista da Controladoria Geral da União (CGU) de possíveis políticos eleitos no Acre que, mesmo sem precisar, receberam o auxílio emergencial de forma indevida.

Em Cruzeiro do Sul, o investigado é Altemar Virgínio da Silva (MDB), o Altemar Santa Rosa, que sacou R$ 600. Contudo, ele acumula um patrimônio avaliado em R$ 430 mil.

Em todo o Acre, 45 candidatos foram relacionados. Acrelândia apareceu com 8. Um deles apresentou patrimônio de R$ 1,3 milhão. Em Plácido de Castro, foram 6; 4 candidatos em Feijó, Epitaciolândia e Cruzeiro do Sul. Em Rio Branco, 3 nomes apareceram.

Sendo cassados ou não, todos os candidatos que receberam o benefício de maneira indevida terão que devolver o recurso aos cofres públicos. Segundo a lei, a renda mensal por pessoa na mesma família não pode ultrapassar os R$ 522.

As investigações estão a cargo Polícia Federal, que vai apurar se realmente os candidatos teriam o direito ao saque do auxílio.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.