Rio Branco, Acre, 17 de janeiro de 2021

“Pergunta para o vírus”, diz Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Após ser questionado por um apoiador, nesta terça-feira (24/11), sobre a possibilidade de prorrogar o auxílio emergencial, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse para o simpatizante “perguntar para o vírus”, em referência à pandemia do novo coronavírus.

“Pergunta para o vírus. A gente se prepara para tudo, mas tem que esperar certas coisas acontecerem. Mas esperamos que não seja necessário. Eu espero que não seja necessário, porque é sinal que a economia vai pegar e não teremos novos confinamentos no Brasil, né? Espero”, disse o presidente no Palácio da Alvorada.

O governo começou a fazer os pagamentos do auxílio emergencial em maio. Inicialmente, iriam até julho. Com o avanço da pandemia, foram prorrogados uma primeira vez até setembro e, uma segunda vez, até dezembro. No início, o valor era R$ 600, mas passou para R$ 300 nas três últimas parcelas.

“Se não fosse toda essa quantidade de auxílio que nós fizemos, realmente a economia tinha quebrado no Brasil. Então, a gente espera que não seja necessário e que o vírus esteja realmente de partida do Brasil”, prosseguiu.

Fonte: Metrópoles.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.