Rio Branco, Acre, 17 de janeiro de 2021

Jornalista Paulo Amorim faz relato emocionante após dias internado no Hospital do Juruá

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Após passar oito dias internado no Hospital do Juruá, com Dengue e Pneumonia, o jornalista Paulo Amorim fez um relato emocionante sobre sua experiência em vencer a doença.

No último dia 23, o jornalista fez um exame que testou negativo para coronavírus. Apesar do resultado seu pulmão já estava 60% comprometido, e ele precisou ser internado. Dois dias depois ficou sabendo que se tratava, de uma dengue e pneumonia.

Tudo começou com uma tosse seca seguida de falta de ar, de início suportável, até o jornalista procurar ajuda médica no dia 23 de novembro.

Veja o relato:

A chama da vida e a força do querer viver sempre estiveram comigo em todos os momentos.

Eu, Paulo amorim de Andrade, profissão jornalista, formado na universidade federal do Acre (UFAC), venho agradecer à todos que me ajudaram, após os momentos difíceis que passei lutando pela vida.

Agradeço, em especial, a minha família, esposa, filhos, meus pais e irmãos que estiveram sempre ao meu lado. E aos amigos, em especial da minha cidade do coração, Marechal Thaumaturgo, pelas orações, mensagens de carinho e cuidado, também agradeço aos amigos da minha Cruzeiro do Sul.

No dia 23 de novembro, procurei atendimento médico no Hospital do Juruá, chegando me deparei com portões da recepção “no cadeado”, ao me aproximar de uma pessoa pela entrada de emergência recebi a informação que meu problema era de responsabilidade do setor da Covid-19.

Chegando no setor na qual fui direcionado, fui recebido por uma atendente que fez a minha ficha, e minutos depois fui atendido pelo dr. Edgar. Fiz vários exames, e não fui diagnosticado com Covid, sendo confirmado dengue e uma alteração no pulmão, funcionando apenas 60%.

O médico me internou no hospital, após dois dias, recebi a triste notícia de que iria voltar para o setor da Covid-19. Momento de desespero, mas mesmo assim procurei me manter firme, entregando tudo na mão de Deus. No setor da Covid, passei um dia e uma noite, foram as horas mais difíceis desses dias, pois se necessita de muita força psicológica, mesmo sendo bem atendido pelos profissionais.

Fui atendido pela Dr. Rita de Cassia, infectologista que examinou todos exames e veio a boa notícia, negativo para Covid. Me mandou de volta para o leito na enfermaria do Hospital do Juruá, afirmando que estava com dengue e uma forte pneumonia. “Irei lhe acompanhar para fazer seu tratamento”, palavras ditas naquele momento pela Dr. Rita. Confesso que nesse momento considerei como uma vitória.

No hospital foram oito dias internado, agradeço à todos os profissionais, desde o zelador aos profissionais de saúde pelo atendimento dado a minha pessoa.

Finalizando, faço um o agradecimento especial em primeiro lugar a Deus, que usou a Dr. Rita para recuperar minha saúde. Enfim, encerro com o refrão da linda música do rei Roberto Carlos.

“Quem espera que a vida seja feita de ilusão pode até ficar maluco ou morrer na solidão e preciso ter cuidado pra mais tarde não sofrer e preciso saber viver.”

O melhor foi ao chegar em casa e ser recebido pela família com um café da manhã em agradecimento a Deus pela volta ao seio familiar, emocionante.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.