Rio Branco, Acre, 23 de janeiro de 2021

Comissão quer explicações sobre denúncia de testes de Covid-19 que estão prestes a vencer

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A comissão externa que acompanha as ações do governo federal no enfrentamento à pandemia de Covid-19 discute a existência de testes para Covid-19 prestes a perder a validade.

Neste domingo (22), o jornal O Estado de S. Paulo publicou matéria afirmando que o Ministério da Saúde tem 6,86 milhões de testes do tipo PCR que podem perder a validade até janeiro de 2021.

Em nota, o ministério confirmou a existência de testes com data de validade próxima do fim, mas não informou a quantidade de kits nessa situação. A nota diz que o ministério aguarda “estudos de estabilidade estendida para os testes que a pasta tem em estoque”, ou seja, estudos que indiquem a viabilidade de prorrogar a data de vencimento dos testes.

“O País precisa de todos os esforços possíveis para não passar por uma segunda onda tão trágica quanto a primeira”, alertou o presidente da comissão, deputado Dr. Luiz Antonio Teixeira Jr. (PP-RJ), em postagem na internet.

O líder do PT, deputado Enio Verri (PR), criticou o governo em suas redes sociais. “O desprezo de Bolsonaro pelos 170 mil mortos e mais de seis milhões de infectados não é apenas sádico, mas é criminoso. O seu governo pode jogar fora 6,8 milhões de testes de Covid-19, de um estoque de 7,1 milhões, que perdem a validade, em dezembro”, tuitou o parlamentar.

Também nas redes sociais, Bolsonaro disse que o Ministério da Saúde enviou todo o material comprado durante a pandemia para estados e municípios. “Se algum Estado/município não utilizou deve apresentar seus motivos.”

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.