Rio Branco, Acre, 23 de janeiro de 2021

Edvaldo Magalhães solicita ao Procon/Acre que fiscalize assédio do Avancard aos servidores públicos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) apresentou um requerimento durante a sessão online da Aleac nesta quarta-feira (25) solicitando ao Procon/Acre que faça diligências na sede do cartão Avancard, em Rio Branco, e na Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento (Seplag). O objetivo é fiscalizar a atuação destes quanto ao excessivo assédio ao servidor público para que este contraia empréstimos e adiantamentos fora da margem consignável aprovada pela Aleac, que é de 35%. O cartão Avancard se apropria do banco de dados da Seplag para praticar o assédio.

“O meu requerimento é muito simples, pede ao Procon, cuja responsabilidade é proteger os consumidores. Quando os consumidores estão sendo lesados, ele precisa agir. Estão sendo cometidas ilegalidades, Procon! É um crime contra o consumidor que está sendo praticado. O Procon dê dois minutos de tempo vá ali na Avenida Getúlio Vargas, 537, é o endereço do cartão, e bata na porta da Seplag, que estão sendo praticadas as ilegalidades”, disse o parlamentar.

Edvaldo Magalhães salientou que vai aguardar os próximos dias a atuação do Procon quanto ao requerimento apresentado por ele. “Que nos dias seguintes o Procon possa se ‘aluir’, como diz no popular, e cumprir o seu papel. Nós aprovamos uma lei que é muito clara, não permite dúbia interpretação, que diz que o teto dos consignados é de 35%”.

  • Assessoria.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.