Rio Branco, Acre, 24 de janeiro de 2021

Infectologista Thor Dantas critica fala de Bocalom sobre imunização de rebanho

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O médico infectologista, Thor Dantas, que recentemente declarou apoio à reeleição de Socorro Neri (PSB), usou as suas redes sociais nesta sexta-feira, 27, para repudiar as declarações do candidato Tião Bocalom (Progressistas), que acredita que para acabar com a Covid-19 é necessário que todo mundo contraia o vírus, estratégia conhecida como “imunização de rebanho”.

“A gente sabe que precisamos pegar covid também pra poder ficar imunizado”, declarou o candidato Bocalom ao jornalista Washington Aquino, apresentador do programa Café com Notícias, da TV5.

Segundo o médico, a ideia de Bocalom é muito perigosa e argumentou que não é garantia nenhuma que a doença acabe por conta disso, citando, inclusive, casos de reinfecção pela doença em diversos países.

“Gente, isso é um erro grave. É uma loucura na verdade. O que nós temos que fazer é exatamente o contrário disso. Se todo mundo pegar covid ao mesmo tempo, o que vai acontecer é o chamado colapso, vai ter muita gente doente ao mesmo tempo, mais gente do que os hospitais dão conta de atender e acabar morrendo por falta de leito, por falta de respirador, por falta de uma assistência adequada”, destacou Thor.

Thor acrescentou ainda que “aa Suécia, que foi o país que tentou fazer isso, de deixar todo mundo se infectar, morreu mais gente do que nos países vizinhos deles. E a doença não foi embora, e ela continua agora na segunda onda. Tem ainda a possibilidade de a pessoa pegar mais de uma vez, a covid”, explicou.

Thor pediu inteligência à população para evitar pegar a Covid-19 e destacou que todo mundo terá que se cuidar até a chegada da vacina. “Por isso, todo mundo tem que tentar sempre evitar pegar o Covid. O que nós temos é que aprender a conviver com isso de uma forma inteligente, planejada até a vacina chegar, que deve ser no mínimo no meio do ano que vem. Todas as nossas atividades: aulas, igrejas, academia, restaurantes, bares, lojas, vão ter que continuar funcionando de forma adaptada”, argumentou.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.