Rio Branco, Acre, 18 de janeiro de 2021

PF realiza operação após suposta fraude de desvio de recursos no “Mais Médicos” e SUS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Polícia Federal em Cruzeiro do Sul, deflagrou a Operação Choro de Hipócrates nesta quarta-feira (2) e identificou um suposto esquema envolvendo servidores da saúde em Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Mâncio Lima, dentre outras cidades do estado do Acre, Amazonas, Rondônia, Minas Gerais e Bahia. Eles estariam cometendo fraude no programa federal Mais Médicos do Brasil e no Sistema Único de Saúde.

Estes agentes públicos estariam supostamente acumulando, de forma indevida, trabalhos com aparente incompatibilidade de horários, recebendo valores públicos sem realizar a devida contraprestação, gerando, com isso, prejuízos para os diversos entes da federação, em específico para a União, ante os indícios de fraude no programa federal Mais Médicos do Brasil e no Sistema Único de Saúde.

A Polícia Federal também identificou falha no controle de frequência e permanência dos médicos nos hospitais da rede pública de saúde, não havendo, sequer, um sistema eletrônico de entrada e saída. “Essa leniência da Administração Pública proporcionou e continua proporcionando um ambiente engenhoso e profícuo à prática de crimes”, segundo a Polícia Federal.

Diante desse “estado inconstitucional” que se encontra o atual sistema público de saúde da região, a Polícia Federal representou, perante o Juízo Federal competente, pelo sequestro de veículos, casas e demais bens adquiridos com dinheiro público obtido através de condutas supostamente criminosas (possíveis estelionatos contra a Administração Pública), bem como pelo bloqueio de ativos financeiros, buscas, apreensões e por medidas cautelares diversas da prisão.

O Juízo Federal da Subseção Judiciária de Cruzeiro do Sul no Acre, em atenção à Representação da Polícia Federal, expediu 14 (quatorze) mandados de sequestro de bens, 1 (um) mandado de busca e apreensão e 1 (um) mandado que impôs 3 (três) medidas cautelares diversas da prisão em desfavor de um investigado. Ademais, bloquearam-se ativos financeiros que, quando somados, perfazem o montante de R$3.290.800,00 (três milhões duzentos e noventa mil e oitocentos reais).

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.