Rio Branco, Acre, 7 de março de 2021

Pesquisa da Associação Comercial aponta aquecimento da economia em Cruzeiro do Sul, apesar da pandemia; empresários atribuem alta ao auxílio emergencial

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O presidente da Associação Comercial de Cruzeiro do Sul, Luís Cunha divulgou na manhã desta terça, 29, na sede da ACECS dados de pesquisa que apontam que apesar da pandemia, houve um aumento no número de funcionários e maior faturamento no ano de 2020.

Segundo a pesquisa, 63,2% dos entrevistados aumentaram o número de funcionários em 2020. O faturamento teria aumentado 60,5% segundo os entrevistados. 57,9% dos empresários alegou ter feito uso do programa emergencial de suporte do governo federal para pagar os funcionários, enquanto 55,3% acessou linha de crédito governamental de apoio a empresas durante a pandemia (PRONAMPE, em parceria com a Caixa Econômica).

Os 38 empresários entrevistados fazem parte da Associação Comercial e são classificados como médios e grandes empresários A pesquisa não avalia, por exemplo, o impacto da economia no pequeno mercado varejista.

“Esse auxílio emergencial fez grande diferença. Com certeza, a gente viu todo o segmento comercial celebrando, desde a construção civil ao alimentar, todo mundo comemorando e isso deve-se ao fato do auxílio emergencial ter aquecido a economia local, e esta deve ser a única explicação pois nada de diferente aconteceu na cidade nesse período”, explicou o empresário Neto do Mercantil Cohab.

Os empresários comemoraram os resultados positivos: “o fato é que terminamos o ano do ponto de vista dos nossos negócios e das nossas empresas de uma forma positiva. Eu acho que esse é o primeiro ponto terminamos bem o ano. Segundo a pesquisa, boa parte das empresas terminou o ano com mais funcionários” disse o presidente da ACECS Luís Cunha.

Os empresários desejam que o auxílio emergencial seja mantido até pelo menos a chegada da vacina: “nós precisamos que esse auxilio seja mantido enquanto a pandemia continuar. Nós continuaremos com esse problema até agosto. Empresários de espaço de eventos estão sofrendo muito e vão continuar sofrendo, pois, esses espaços vão continuar fechados ao público”, disse o empresário Assem Cameli.

A pesquisa também revelou que 97,4% dos empresários ouvidos acreditam que a ligação rodoviária com Pucallpa deva alavancar a economia da região.

Foram ouvidos 38 empresários entre os dias 23 a 28 de dezembro.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.