Rio Branco, Acre, 5 de março de 2021

Bolsonaro ironiza extensão do auxílio: ‘Se pagar R$ 5 mil, ninguém trabalha’

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Em conversa com simpatizantes na saída do Palácio do Alvorada , o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ironizou a possibilidade de prorrogar o auxílio emergencial em 2021. O benefício, extinto em dezembro, serviu como alternativa para aliviar as contas da população brasileira em meio à crise causada pela Covid-19 .

Um apoiador de Bolsonaro afirmou que o auxílio provocou o aumento da popularidade do Governo Federal no estado do Amazonas. No entanto, o presidente rebateu dizendo que ninguém trabalharia se pagasse R$ 5 mil por mês do benefício.

“Qual país do mundo fez auxílio emergencial? Parecido foi nos Estados Unidos. Aqui alguns querem torná-lo definitivo. Vamos pagar para todo mundo R$ 5 mil por mês, ninguém trabalha mais, fica em casa”, disse Jair Bolsonaro.

Bolsonaro voltou a criticar o fechamento do comércio e o funcionamento apenas de serviços essenciais, como supermercados e postos de combustíveis. A afirmação foi feita após o prefeito de Belo Horizonte , Alexandre Kalil, determinar o fechamento de atividades e a manutenção de serviços necessários a partir da semana que vem .

“Se começar a fechar tudo de novo, vai quebrar o Brasil. O Brasil vai se empobrecer. Um país pobre, de famintos”, afirmou o presidente, ressaltando que o país está “quebrado”.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.