Rio Branco, Acre, 2 de março de 2021

Em depoimento, filha de Flordelis confessa ter pagado R$ 5 mil pela morte do pastor Anderson do Carmo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A filha da deputada federal Flordelis (PSD) confessou ter pagado R$ 5 mil para matarem o pastor Anderson do Carmo. Simoni dos Santos Rodrigues disse que a quantia foi entregue à sua irmã Marzy Teixeira.

A motivação do crime seriam as constantes investidas sexuais do pastor. Anderson foi morto a tiros na garagem de casa, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, em junho de 2019.

O depoimento foi dado durante um novo interrogatório com os réus acusados do assassinato do pastor.

Simoni Rodrigues disse ainda que jogou três celulares no mar: o da mãe, o do pastor e o do irmão Flávio, acusado de ter atirado em Anderson do Carmo.

Interrogatório

A segunda parte do interrogatório dos acusados de envolvimento na morte do Pastor Anderson do Carmo aconteceu na sexta-feira (22). A viúva, deputada federal Flordelis (PSD), é apontada como a mandante.

Essa sessão foi a continuação das oitivas iniciadas no dia 18, quando Flordelis admitiu pela primeira vez que sabia da existência de um plano dentro da própria casa para matá-lo.

Na ocasião, a parlamentar negou qualquer participação no crime. Foram interrogados na sexta:

  • Adriano dos Santos Rodrigues
  • André Luiz de Oliveira
  • Carlos Ubiraci Francisco da Silva
  • Marcos Siqueira Costa
  • Marzy Teixeira da Silva
  • Rayane dos Santos Oliveira
  • Simoni dos Santos Rodrigues

Flordelis chegou cedo à audiência desta sexta acompanhada dos advogados, mas não falou com a imprensa. Ela nega que tenha sido a mandante.

G1

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.