Rio Branco, Acre, 27 de fevereiro de 2021

PF cumpre mandados contra secretários e vereador no interior do AC em operação contra corrupção eleitoral

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Com informações G1 Acre
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Polícia Federal do Acre cumpriu, nesta segunda-feira (18), sete mandados de busca e apreensão contra secretários municipais e um vereador do município de Feijó, no interior do Acre.

A ação faz parte da “Operação Whistleblower”, que investiga associação criminosa que atuou durante o período de campanha eleitoral de 2020 com a prática de crime de corrupção eleitoral, desvio de recursos públicos e ameaça.

Conforme a PF, as investigações apontam que alguns servidores públicos municipais teriam desviado materiais pertencentes à prefeitura de Feijó para usá-los na compra de votos de eleitores.

Ao G1, o prefeito da cidade, Kiefer Cavalcante (PP) disse que a informação que recebeu é que um cabo eleitoral teria denunciado que a prefeitura usou sacolões e kits bebê, que são doados a famílias carentes do município, como uma forma de comprar votos durante as eleições. Ele disse que a situação se trata de briga política e nega as acusações.

“Meu nome não aparece em nada. Se trata de uma denúncia, um cabo eleitoral que se envolveu com o candidato de oposição e montaram esse processo eleitoral dizendo que tinham dado sacolão em troca de voto, tinham dado kit bebê, que inclusive a Secretaria de Ação Social estava no meio, que a prefeitura tinha dado combustível. E a Polícia Federal está averiguando essa situação aqui no município. Estão dizendo que foram na minha casa, mas não foram, estou tranquilo. Nunca soube disso [sobre a denúncia] e essa eleição foi ganha com mais de três mil votos de diferença. É briga política, com certeza”, disse o prefeito.

Operação Whistleblower foi deflagrada nesta segunda-feira (18) em Feijó — Foto: Arquivo/PF-AC

Operação Whistleblower foi deflagrada nesta segunda-feira (18) em Feijó — Foto: Arquivo/PF-AC

Um dos mandados cumpridos nesta segunda foi na sede da Secretaria Municipal de Cidadania e Inclusão Social (SEMCIS). A PF informou que não deve dar mais detalhes sobre as investigações por enquanto.

O termo em inglês “Whistleblower” significa denunciante, que é pessoa que informa às autoridades competentes a ocorrência de atividade ilegal.

Eleições em Feijó

Kiefer Cavalcante, do PP, foi reeleito, no dia 15 de novembro do ano passado, prefeito de Feijó para os próximos quatro anos. Ao fim da apuração, Kiefer Cavalcante teve 55,03% dos votos. Foram 8.528 votos no total.

O candidato derrotou Francimar Fernandes, que ficou em segundo lugar com 36,89% (5.716 votos). A eleição em Feijó teve 24,78% de abstenção, 0,57% votos brancos e 3,88% votos nulos.

Cavalcante tomou posse no dia 1º de janeiro junto com os 13 vereadores que assumiram o cargo na Câmara Municipal para a legislatura 2021-2024.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.