Rio Branco, Acre, 21 de janeiro de 2021

TSE diz que Acre não sofreu irregularidades na urna ou processo de votação nas Eleições 2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nessa terça-feira, 12, a Auditoria de Funcionamento das Urnas Eletrônicas (Votação Paralela) em relação às últimas eleições municipais. Os dados não encontraram irregularidades no uso da urna eletrônica ou no processo de votação no Acre.

“Não detectamos inconformidades durante os trabalhos de auditoria”, afirma, ao final do relatório da auditoria, a banca Maciel Assessores. “Concluímos que nos processos acompanhados nos dias 13, 14 e 15 de novembro de 2020 não foram identificados procedimentos e situações que comprometessem a transparência e confiabilidade da Votação Paralela”, completam os auditores.

A Votação Paralela é realizada por todos os tribunais regionais eleitorais por meio de amostragem e serve para demonstrar o correto funcionamento da captação e da apuração dos votos nas urnas sob condições normais de uso. Essa auditoria ocorre no mesmo dia e hora da votação nas seções eleitorais e é feita com a participação de representantes de partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Ministério Público e de qualquer interessado, pois a cerimônia é realizada em local público e de amplo acesso a qualquer cidadão, em todos os estados e no Distrito Federal.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.