Rio Branco, Acre, 21 de abril de 2021

Dono de lanche fica indignado com aglomeração após jogo: “Meu comércio não deixam abrir”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Com reportagens de Renata Sá, do Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Um autônomo, proprietário de um lanche em Cruzeiro do Sul, que preferiu não se identificar, mostrou sua indignação após a aglomeração feita pelos flamenguistas na noite de quinta-feira, 25.

O vendedor já teve sua lanchonete fechada por três vezes seguidas pela polícia. “Estou sem trabalhar desde que o decreto saiu, não consigo fazer nenhum extra e meu pai também não trabalha porque não pode abrir o barzinho dele. Até a bicicleta que recebi de doação eu tive que vender porque eu não tinha como pagar a conta”.

E acrescentou: “Não tenho ajuda de ninguém só de Deus, estou sem pagar conta, recebi um sacolão graças a Deus. Quando vendo muito é R$ 20. Semana passada eu estava vendendo meus salgados e chegaram os policiais mandando eu fechar, todos arrogantes, dizendo que eu não tinha alvará. Aí acontece esse tipo de coisa [aglomeração] e ninguém foi preso”.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.