Rio Branco, Acre, 4 de março de 2021

Faixas da rodovia Castelo Branco são bloqueadas em São Paulo por caminhoneiros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Faixas da rodovia Castelo Branco foram bloqueadas por caminhoneiros na manhã desta segunda-feira (1º). O trânsito está bastante carregado tanto no sentido para o interior de São Paulo como para a capital.

A possível manifestação dos caminhoneiros foi convocada pela Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB), que representa pelo menos 4.500 caminhoneiros, e teve o apoio de outros sindicatos.

O principal motivador da greve é a alta do preço do diesel, que teve aumento de 4,4% nas refinarias no final de dezembro e é o combustível majoritariamente utilizado por caminhoneiros.

Algumas passarelas têm faixas contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Enquanto isso, as rodovias federais, concedidas ou sob gestão do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), encontravam-se com fluxo livre de veículos, não havendo nenhum ponto de retenção total ou parcial, de acordo com comunicado do Ministério da Infraestrutura e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) às 6h desta segunda-feira (1).

Lideranças dos caminhoneiros autônomos, transportadores de cargas, convocaram motoristas para uma paralisação a partir desta segunda-feira. Entre outras reivindicações, os caminhoneiros querem redução de cobrança de PIS/Cofins sobre o óleo diesel, o aumento e cumprimento da tabela do piso mínimo do frete, estabelecido em 2018 após a paralisação de 11 dias, modificação da redação do projeto 4199/2020, o BR do Mar, sobre cabotagem, aposentadoria especial para o setor, um marco regulatório do transporte, entre outros pedidos.

Fonte: CNN.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.