Rio Branco, Acre, 25 de fevereiro de 2021

Gladson Cameli não descarta transferência de pacientes do Acre para outros estados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O governador Gladson Cameli não descarta a possibilidade de transferência de pacientes do Acre para outros estados para evitar o colapso no sistema de saúde do Acre.

Além da pandemia do coronavírus, o Acre ainda enfrenta surto de dengue, crise migratória e cheia de rios que atingiu 10 das 22 cidades do estado.

Vale lembrar que todas as regionais do Acre seguem na faixa de emergência, representada pela bandeira vermelha. A medida vale até 1º de março.

“O Ministério da Saúde e a Presidência da República começou a dar retorno para nós de fato e de direito colocando tudo que é necessário para a gente não sofrer um colapso. Estou solicitando a remoção de pacientes para outros estados”, disse o governador, em entrevista ao G1.

Contudo, a secretária adjunta de Saúde, Paula Mariano, disse que a medida só deve ser adotava caso haja necessidade.

Dos 106 leitos de Unidade de Terapia Intensivas (UTIs) nos hospitais da rede SUS, 89 estavam ocupados nesse domingo, 21, fazendo com que a taxa de ocupação ficasse em 84%. Os leitos de UTI estão concentrados em Rio Branco, com 80 vagas, e Cruzeiro do Sul, com 26. O boletim ainda apresentou mais cinco novos leitos do PS.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.