Rio Branco, Acre, 2 de março de 2021

Governo doa 500 cestas básicas para famílias vítimas de enchentes no Juruá

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O governador Gladson Cameli e o gabinete da primeira-dama Ana Paula Cameli deram sequência em Cruzeiro do Sul, na manhã deste sábado, 20, à caravana solidária que realiza visitas e entrega de cestas básicas aos atingidos pelas cheias.

A equipe, que também é composta pela Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas paras as Mulheres (SEASDHM), vem realizando a ação em todo o Acre e, na região, uniu-se ao projeto Juruá Solidário, criado pela prefeitura municipal.

Na última atualização de dados da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, cerca de 7.083 famílias cruzeirenses já estão desalojadas e desabrigadas. Todas as 28.335 pessoas afetadas pelas inundações estão vivendo em aluguel social ou em escolas do perímetro urbano ou rural da cidade, conforme prevê o planejamento da prefeitura.

A comitiva subiu o rio e cada cesta entregue, das 500 disponíveis, levava a ribeirinhos dos bairros Cruzeirinho, Lagoa e Boca do Moa, um pouco mais de dignidade e a certeza de que a dor causada pelos transtornos seria amenizada com a presença do poder público, ofertando solidariedade.

A primeira-dama do Estado afirma que a união entres as forças públicas tem a intenção de amenizar a dor das famílias afetadas. “Estou aqui visitando a situação dos moradores, levando um pouco de solidariedade. Inicialmente, doamos 500 cestas básicas e futuramente serão mais quinhentas. A gente sabe que não é muita coisa, mas estamos tentando aliviar a dor de quem sofre com essa situação, trazendo, também, uma palavra de carinho, de amor, de empatia e juntos passaremos por tudo isso”, afirmou.

O governador Gladson Cameli aproveitou a ocasião para reforçar o pedido de união e deixou uma mensagem de esperança ao povo do Acre.

“Todos estão envolvidos nesta causa. Acabei de falar com o senador Márcio Bittar e pedi reforço na liberação em Brasília para que o dinheiro às cidades que sofrem com as alagações chegue logo. Não podemos mais esperar. O governo federal, com o envio do secretário, está fazendo a sua parte. Eu estou preocupado, mas deixo à população uma mensagem: com Deus no coração e fé, removeremos montanhas e viraremos esta página”, disse Cameli.

A SEASDHM monitora a situação e faz um levantamento dos casos de moradores que, mesmo em situação de risco, optam por permanecer nas residências. “Iniciamos, hoje, a distribuição desses produtos que atendem às necessidades básicas. Todos que ainda estão enfrentando a subida das águas em casa, irão receber”, disse a coordenadora Milca Santos.

Com a casa quase submersa pelas águas, Edson Silva, morador do bairro Miritizal, agradece e diz que a ajuda é fundamental. “O socorro veio na melhor hora do mundo. Aqui, quando alaga, a energia é cortada, os comércios fecham e os empregos são perdidos. O governo, com esse auxílio, está fazendo tudo por nós”, relata.

Presente no evento, o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas Alves, endossa o pedido do gestor do Estado e garante a presença do governo Federal na labuta de socorrer o Acre. “Estamos presente com o Ministério da Cidadania, da Defesa, da Saúde e com a Defesa Civil. Já reconheceremos a situação de emergência Acre. Eu quero muito que este recurso esteja, esta semana, em todos os municípios que o solicitaram”, conclui.

As entregas continuam ao longo da semana e é intenção do governo que a ajuda chegue a todos que aguardam.

  • Com informações da Agência de Notícias do Acre.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.