Rio Branco, Acre, 21 de abril de 2021

Saúde, cultura e lazer: prefeitura municipal de Cruzeiro do Sul estuda possibilidades de implantação de parques urbanos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Leandro Altheman, do Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Nesta sexta (24), foi dado mais um passo para a realização do sonho de um parque urbano para Cruzeiro do Sul. O vice-prefeito, no exercício do cargo de prefeito, Henrique Afonso, teve um encontro com o diretor presidente do Educandário, Rinauro Lima. Rinauro é o representante legal da Sociedade Eunice Weaver, proprietária da área em que se planeja a criação do Parque Coração Verde. A prefeitura estuda diferentes possibilidades de regulamentar a cessão da área. A sociedade Eunice Weaver tem interesse em ceder a área à prefeitura para a criação do parque, como forma de garantir a sua preservação.

A ÁREA

A área de aproximadamente 16 hectares de mata nativa está localizada entre as avenidas 25 de Agosto e Copacabana, delimitada pela parte de baixo pela Guascor e Quartel da PM.

Pouca gente em Cruzeiro do Sul sabe; mas, na parte de trás da Escola Absolon Moreira, Projeto Rondon, Fazenda Esperança Maria Madalena, Escola Divina Providência e do próprio Educandário, há uma área preservada de rica biodiversidade: com duas nascentes de água; espécies raras da flora e fauna local; além de animais, como diferentes espécies de macacos, jacarés, tracajás, pássaros e plantas nativas.

TURISMO, LAZER, ESPORTE E MEIO AMBIENTE

Apesar da constante repetição de que Cruzeiro do Sul está localizada em uma das áreas com maior biodiversidade no mundo, a afirmação tem pouco sentido prático na vida e no dia a dia da população cruzeirense.

Sem uma única área verde aberta à população, as novas gerações crescem sem criar qualquer tipo de relação com o ambiente em que vivem. Enquanto isso, as gerações antigas que detinham esse conhecimento, vão deixando para trás, sem ter a quem repassar. Sem uma área verde urbana, dizer que vive na Amazônia, é só uma frase de efeito.

A ideia é que a área possa ser usada no dia a dia das pessoas para caminhadas; mas as possibilidades de uso público são muitas: atividades esportivas como tirolesa, oficinas de ecoturismo, projetos de pesquisa e extensão com IFAC e UFAC, entre outras.

O SONHO

Henrique Afonso já defende a criação de um parque naquela área a quase duas décadas. Chegou a colocar esta proposta como parlamentar, mas sem sensibilidade, ou interesse político do poder municipal, o projeto não andou. Dessa vez, as condições são favoráveis. O governo do Estado demonstrou interesse em apoiar o projeto e parlamentares já demonstraram interesse em apoiar com emendas.

O sonho do Parque Coração Verde: uma área de floresta amazônica nativa bem no meio da área urbana de Cruzeiro do Sul, pode estar mais perto de se concretizar.

PARQUE SAGRADO

Este, contudo, não é o único projeto de área verde urbana. A gestão da prefeitura de Zequinha e Henrique dará continuidade ao projeto iniciado pela gestão anterior de criar o chamado Parque Sagrado. Este seria criado na área em frente ao Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul, voltado à valorização das culturas indígenas da região do Juruá. Já há conversações com a Infraero, proprietária da área, e também com as representações indígenas dos quinze povos da região do Juruá (incluindo Tarauacá-Envira) para a criação do parque.

PROJETO INTEGRADO DE TURISMO

Ambos projetos fazem parte de um projeto integrado de turismo que está nos planos da atual gestão em implementar. Há outras obras sendo pensadas na região central da cidade, como a construção de um mirante no Morro da Glória e outro na área do Antigo Fórum (A Histórica Prefeitura do Departamento do Alto Juruá) e a revitalização do Mirante do Cais. Tudo faz parte de um projeto maior que é o de incentivar e estruturar o crescente turismo na região.

RECUPERAÇÃO ECONÔMICA PÓS-PANDEMIA

Presente na visita, o vereador Clerton lembrou que esses projetos podem ter um papel fundamental na geração de empregos e renda, assim como na recuperação econômica pós-pandemia.

EUNICE WEAVER

O Parque Coração Verde é também uma parte da história de Cruzeiro do Sul ligada à questão dos hansenianos. De acordo com os protocolos de segregação de hansenianos daquele tempo, os filhos deveriam ser separados de seus pais para evitar que as crianças fossem contagiadas. Em 1935 Getúlio Vargas apoiou a Sociedade Eunice Weaver dando a incumbência de cuidar dessas crianças em todo país; incluindo, Cruzeiro do Sul. Eunice Weaver foi a primeira mulher a receber, no país, a Ordem Nacional do Mérito, no grau de Comendador, em 1950.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.