Rio Branco, Acre, 23 de abril de 2021

Ex-prefeita lamenta atraso de salário de servidores da limpeza pública, “entreguei à prefeitura 72 milhões”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Na manhã desta segunda-feira (15), através de suas redes sociais, a ex-prefeita Socorro Neri (PSB) lamentou o ocorrido envolvendo os policiais da Tropa de Choque do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) contra os garis e margaridas, em frente à sede da Zeladoria de Rio Branco, na qual a polícia fez o uso de spray de pimenta e cassetete contra os manifestantes.

Segundo o post feito pela ex-prefeita, Socorro Neri afirmou que o atual prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, faz o uso da mentira e da desinformação com relação a falta de pagamento dos servidores da limpeza pública, que estão a dois meses com o salário atrasado. Neri apontou ainda que, sua gestão deixou R$ 72 milhões no caixa da prefeitura, e portanto, o argumento de que não existe dinheiro ou legalidade para o pagamentos dos débitos não tem sentido.

“Entreguei a prefeitura com 72 milhões de recursos próprios em conta, de saldo. Então, além das receitas deste ano, ainda tem esse extra que deixei do ano passado. Não deixei atrasar salário de nenhum trabalhador. Minha gestão, pelo contrário, pagou religiosamente em dia, incluindo os salários de dezembro e décimo terceiro. A zeladoria é uma despesa essencial e continuada, com dinheiro já assegurado no orçamento anual da prefeitura. Dinheiro tem e legalidade também. Não recebi qualquer denúncia de irregularidades na execução desses contratos. Se existissem teriam sido apuradas e corrigidas, dado o zelo com que conduzi a gestão. Nada justifica esse dia triste e lamentável!”, declarou a ex-prefeita.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.