Rio Branco, Acre, 23 de abril de 2021

Fachin sobre decisão pró-Lula: Não posso tratá-lo diferente de outros políticos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Após decidir manter a anulação das condenações do ex-presidente Lula na Lava-Jato , o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse em entrevita ao Uol  que não pode negar a Lula o mesmo tratamento dado a outros políticos acusados criminalmente.

Ao comentar a decisão, o ministro disse que a fez mantendo “o compromisso de julgar as ações da Lava Jato com celeridade”. O habeas corpus de Lula foi protocolado há cerca de quatro meses, em novembro de 2020.

Sobre o impacto de suas decisões, o magistrado disse que é responsável por elas, mas que não as fundamenta “apenas e diretamente nas consequências que elas terão”.

A Procuradoria-Geral da República recorreu da decisão de anular as provas de Lula, mas Fachin negou o recurso. Agora, Lula tem cinco dias para se manifestar a respeito do recurso da procuradoria. Depois, como determinado por Fachin, a ação será analisada pelo plenário do Supremo.

Fonte: IG.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.