Rio Branco, Acre, 22 de abril de 2021

Fiocruz pede que Acre adote lockdown por 14 dias seguidos para conter a pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recomendou nesta quarta-feira (24) que o Acre, além de outros 23 estados e o Distrito Federal, adotem medidas mais rígidas para conter a pandemia do novo coronavírus.

Uma das sugestões é que os governos estaduais restrinjam as atividades não-essenciais por cerca de 14 dias, com o objetivo de reduzir em 40% a transmissão do vírus.

O estado acreano é considerado pela Fiocruz uma das unidades em zona de alerta crítico. Ficaram fora das recomendações apenas o Amazonas e Roraima.

“Este colapso não foi produzido em março de 2021, mas ao longo de vários meses, refletindo os modos de organização para o enfrentamento da pandemia no país, nos Estados e nos municípios”, disse um dos pesquisadores à reportagem do R7.

A fundação alerta também para as elevadas taxas de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – o que já é uma realidade há algumas semanas no Estado.

Especialistas acreditam que o cenário indica que pode estar havendo uma situação de desassistência e falhas na qualidade do cuidado prestado para pacientes com quadros graves de covid-19.

Nesta terça-feira, de acordo com o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), vinte pessoas aguardam uma vaga na UTI, nos hospitais de referência.

Com informações ContilNet

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.