Rio Branco, Acre, 14 de maio de 2021

Governadores cobram que novo auxílio emergencial tenha valor antigo de R$ 600

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Uma semana após o governo anunciar o novo auxílio emergencial, com valor menor do que o do ano passado , governadores de 16 estados enviaram uma carta aos presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, defendendo que o benefício volte a ter o valor de R$ 600.

volta do auxílio , liberada recentemente pelo governo federal após meses sem pagamentos, prevê depósitos de R$ 150 a R$ 350, redução que, na avaliação dos chefes dos estados, é “inadequada para a eficácia da proteção da população”.

“Temos o cenário dramático de quase 300 mil vidas perdidas. Diariamente, vemos recorde de mortes, lotação de leitos hospitalares, ameaça de falta de medicamentos e esgotamento das equipes de saúde”, diz um trecho da carta de governadores que argumenta pedindo a volta do auxílio de R$ 600 .

Os governadores pedem a Arthur Lira e Rodrigo Pacheco  adoção das providências necessárias para garantir a renda e a segurança da população, associando auxílio e distanciamento social. Os chefes dos estados dizem ainda que apoiam a iniciativa de 300 organizações que compõem a ” Campanha Renda Básica que Queremos “.

“Agir contra esse cenário requer medidas sanitárias e garantia de uma renda emergencial. Somente com essas medidas seremos capazes de evitar o avanço da morte. Enquanto a vacinação não acontecer em massa, precisamos garantir renda para a população mais vulnerável”, dizem os governadores.

Fonte: IG.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.