Rio Branco, Acre, 23 de abril de 2021

Mãe de Jair Bolsonaro recebe a segunda dose da vacina contra a Covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A mãe do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Olinda Bunturi Bolsonaro, de 93 anos, recebeu a segunda dose da CoronaVac, vacina contra a Covid-19, nesta segunda-feira (8) em sua própria residência em Eldorado, no interior de São Paulo. As informações foram confirmadas pela prefeitura.

Olinda recebeu a primeira dose da vacina CoronaVac no dia 12 de fevereiro, segundo o cartão de vacinação da idosa. Após 24 dias, ela recebeu a segunda dose do imunizante, por volta das 10h30.

A CoronaVac é produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, ligado ao governo paulista. O Programa Estadual de Imunizações recomenda que o intervalo entre a 1ª e a 2ª dose seja de 28 dias (4 semanas) no caso da Coronavac. Já da vacina Oxford/AstraZeneca o intervalo é de 90 dias entre a 1ª e 2ª dose.

Além de Olinda, a cuidadora dela, Maria José Fermino, de 61 anos, também foi vacinada nesta segunda-feira. Ela foi levada à Unidade Básica de Saúde (UBS) do município onde foi aplicada a primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca. A previsão é que ela receba a segunda dose em 8 de junho.

Cartão de vacinação de Olinda Bunturi Bolsonaro — Foto: Dione Aguiar/G1

Cartão de vacinação

Em uma transmissão ao vivo nas redes sociais no dia 18 de fevereiro, Jair Bolsonaro apresentou o cartão de imunização da mãe, Olinda, afirmando que ela teria sido imunizada pela vacina de Oxford, fornecida pela Fiocruz.

Segundo Jair, apesar de constar que sua mãe recebeu a dose de CoronaVac, a informação seria falsa. Ele afirmou, na live, que duas horas depois de aplicar a vacina em sua mãe, o enfermeiro voltou à residência dela, rasgou o comprovante que constava que a vacina seria a de Oxford e entregou outro, que indicava o Instituto Butantan como fabricante.

No entanto, de acordo com informações do cartão de vacinação de Olinda, o número do comprovante da dose aplicada corresponde a um lote compatível com o imunizante do Instituto Butantan, vindo de São Paulo.

Olinda Bunturi Bolsonaro, de 93 anos, recebeu a segunda dose do imunizante CoronaVac — Foto: Erik Moura/Prefeitura de Eldorado

Fonte: G1.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.