Rio Branco, Acre, 23 de abril de 2021

Mesmo com fake news, meta de vacinar indígenas deve ser alcançada no Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Carla Mioto, coordenadora do DSEI Alto Acre/Purus, que reúne cerca de 12.000 indígenas, diz que as dificuldades de vacinação ocorrem pela disseminação de fake news, mas ela acredita que a meta de imunizar 100% do público-alvo do DSEI, que é mais de 5,54 mil pessoas, seja efetivamente alcançada em breve.

As equipes seguem combatendo as notícias falsas que provocam tanta rejeição ao imunizante. Ao menos 15% dos índios não querem se vacina, porém, aos poucos a campanha avança nas aldeias e forma-se uma corrente de convencimento à medida em que as pessoas vão observando outras que tomaram o imunizante.

A logística não é fácil, mas as equipes permanecem nas aldeias esclarecendo as pessoas. Segundo Carla, na região do Acre a situação está controlada sob o aspecto da disseminação do vírus, uma vez que várias comunidades fizeram lockdown espontâneo e, com isso, reduziram drasticamente a possibilidade da doença se espalhar em algumas regiões.

Aos indígenas de Assis Brasil já foram vacinados mais de 65% do público-alvo com a 1a dose. Os números devem avançar com os próximos balanços, já que as equipes de vacinação estão em campo. (Aldeia FM)

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.