Rio Branco, Acre, 23 de abril de 2021

Mulher se recusa a usar máscara e morde policial em supermercado de Cidade Ocidental, diz PM

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Uma mulher de 28 anos foi presa após se recusar a usar a máscara de proteção dentro de um supermercado de Cidade Ocidental, no entorno do Distrito Federal, segundo informou a Polícia Militar. Uma câmera de segurança do estabelecimento registrou quando ela foi abordada por dois policiais, momento que, segundo a corporação, mordeu e arranhou um deles.

Como o nome da mulher não foi divulgado pela corporação, o G1 não conseguiu localizar a defesa dela até a última atualização desta reportagem.

De acordo com o sargento Manoel Domingos, a equipe foi chamada por funcionários do supermercado, por volta das 18h da última quinta-feira (25), com a informação de que a cliente teria se recusado por várias vezes a usar a máscara. No vídeo, que tem cerca de dois minutos, é possível ver que ela mexe na bolsa enquanto os policiais conversam com ela. Nesse momento, segundo o policial, ela pegou um faca e ameaçou atingir um dos militares.

“Quando os policiais perceberam que ela estava com uma faca, eles já tentaram desarmá-la e algemá-la. A partir daí, ela demonstrou ainda mais resistência e a única forma encontrada pelos policiais foi imobilizá-la no chão. Durante todo o tempo, ela xingou a equipe e ainda agrediu um dos policiais com uma mordida e vários arranhões”, disse.

Um decreto municipal determina o uso obrigatório de máscara de proteção individual em espaços públicos e privados durante a vigência das medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19 na cidade. Segundo o supermercado onde a mulher estava, um cartaz na porta do estabelecimento também informa sobre a obrigatoriedade de utilização do item.

Após ser algemada, a mulher foi levada ao Centro Integrado de Operações de Segurança de Luziânia (Ciops), onde, segundo a Polícia Civil, foi autuada por infringir uma determinação do poder público e por desacato. Segundo a corporação, ela deve ser encaminhada ao presídio feminino da cidade na manhã desta sexta-feira (26).

Com informações G1

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.