Rio Branco, Acre, 22 de abril de 2021

No Juruá, programa “Água para Todos” beneficiará 120 mil pessoas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A iniciativa vem sendo desenvolvida em cidades do Juruá para possibilitar a vilas rurais e propriedades mais distantes o abastecimento com água limpa e de boa qualidade por 24 horas ao dia, garantindo a melhoria da qualidade de vida e da saúde dessa população, além da prevenção e controle de doenças, contribuindo para a redução da morbimortalidade, aumentando a expectativa de vida e a produtividade dessas populações.

O programa poderá beneficiar 30 mil famílias – cerca de 120 mil pessoas – até 2022, suprindo uma demanda crescente por água, principalmente nas comunidades mais afastadas dos centros de abastecimento e instituições públicas, resultando no aumento da capacidade de oferta de produção ou distribuição de água.

“É um programa que atenderá comunidades que não dispõem de água tratada. Este é um quinto poço que já estamos fazendo dentro do projeto, economizando o erário público, ou seja, com custos baixíssimos”, explicou Braz Pedrosa.

Gerente-geral do Depasa no Juruá esboçando o projeto Água para Todos. Foto: Marcos Santos/Secom

A logística do trabalho de perfuração dos poços conta com um caminhão perfuratriz, equipe técnica especializada, equipamentos e materiais necessários para perfuração, além da regularização e operacionalização do poço. Em contrapartida, os entes conveniados entram com a definição do local da perfuração, acompanhados dos técnicos e geólogo do governo, assim como a doação do terreno para construção do poço, insumos e todas as tratativas definidas no instrumento de convênio.

“O caminhão perfuratriz estava parado há 20 anos e foi adquirido na gestão do ex-governador Orleir Cameli, quando o Acre deu início à perfuração de poços. A primeira medida que pensamos e tomamos foi a de resgatar esse equipamento para que pudéssemos baratear os custos de abastecimento. Diante disso, criamos este programa e hoje atendemos comunidades, escolas e hospitais que necessitam de fornecimento de água”, esclarece o diretor-geral do Depasa no Juruá ao tratar dos processos operacionais de construção dos poços.

O programa restaurou equipamentos, como o caminhão perfuratriz. Foto: Marcos Santos/Secom

O programa é desenvolvido por projetos-piloto, que foram viabilizados após a recuperação, pela gestão estadual, dos equipamentos de alta perfuração de poços artesianos, que estavam parados e sucateados por quase duas décadas.

Além disso, Cameli também conciliou a ideia com ações de combate à crise sanitária da Covid-19. Dessa forma, a iniciativa possibilitou que essas unidades de saúde ampliassem a capacidade de cumprir as medidas mais simples de prevenção ao novo coronavírus.

“Iniciamos com o poço da Maternidade, que gera 20 mil litros de água por hora e abastece, também, os prédios do Hemonúcleo e da Unidade Socioeducativa para menores; em seguida, construímos o reservatório da Unidade de Pronto Atendimento de Cruzeiro do Sul, que produz uma vazão de 40 mil litros do recurso hídrico por hora; aumentamos em 20% a capacidade de produzir água da nossa estação; fizemos o reservatório de um residencial do município e agora estamos concluindo a instalação aqui no Aeroporto Velho, que contemplará 10 mil pessoas”, relata o gestor da pasta.

O Depasa pretende trabalhar de forma que possa entregar um poço por mês, nos municípios onde houver demanda, e com previsão de executar, em até 20 meses, todo o planejamento.

  • Por Eliel Mesquita, da Agência de Notícias do Acre.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.