Rio Branco, Acre, 22 de abril de 2021

Quadrilha invade empresa e furta 30 cilindros de gases medicinais e industriais em Rio Branco

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Polícia Civil investiga o furto de 30 cilindros de gases medicinais e industriais de dentro de uma empresa da Parte Alta de Rio Branco. O crime ocorreu na madrugada de 4 de março. As investigações apontam que seis criminosos invadiram o local.

Desse total furtado, 15 eram cilindros pequenos e outros 15 grandes carregados de oxigênio, CO2, acetileno, além de outros utilizados em unidades de saúde e em indústrias.

Em entrevista à Rede Amazônica Acre, o delegado Nilton Boscaro, responsável pelas investigações, falou que a polícia utiliza imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os suspeitos. Contudo, nem todas as câmeras próximas do local estavam funcionando.

“A área onde fica a empresa tem câmeras de segurança. Muitas imagens não são tão boas, não dá para identificar muita coisa, mas estamos em outras linhas investigatórias. Algumas câmeras do local estavam desligadas no dia, o que acaba atrapalhando muito as investigações. Temos algumas câmeras da rotatória que, infelizmente, estavam desabilitadas e não funcionavam e as próprias câmeras de comércios e residências não funcionavam no dia e isso tem atrapalhado, mas a Polícia Civil está empenhada nas investigações”, destacou.

Boscaro disse que para entrar no local os criminosos quebraram o cadeado do portão da frente da empresa, que não tem segurança. O delegado pediu ainda que a sociedade ligue para a polícia se tiver alguma informação sobre o crime.

“Infelizmente, não tivemos identificação dos suspeitos. Assim que tivemos conhecimento do furto a Polícia Civil se deslocou até o local, fez todo reconhecimento da área, continuamos comprometidos em busca de novas informações.

Falta de cilindros

No início de março, a distribuidora que fornece oxigênio para o Acre informou que o produto podia faltar devido à alta demanda. A distribuidora fornece oxigênio para as unidades de saúde particulares do estado e públicas do interior. Os três hospitais públicos que são referência no atendimento a vítimas da Covid-19, (dois em Rio Branco e um em Cruzeiro do Sul), têm usinas de distribuição própria de oxigênio.

Após isso, o governo acreano pediu ajuda ao Ministério da Saúde para não faltar o produtor no estado. Com o risco, o MS foi notificado e confirmou à Rede Amazônica que uma remessa deveria ser entregue até esta quinta (18). O órgão afirmou ainda que a quantidade de oxigênio líquido necessária para atender a demanda dos estados do Acre e Rondônia estava garantida.

Após o Ministério da Saúde confirmar a requisição de compra de 300 cilindros de oxigênio para o Acre, o estado recebeu, nessa quarta-feira (17), a primeira remessa com 60 unidades que devem ser utilizadas para abastecer as unidades do interior.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.