Rio Branco, Acre, 22 de abril de 2021

Um texto sobre religião

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Coluna Mente Aberta, por: IB.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Primeiramente gostaria de dar alguns avisos antes que leiam este texto: assim como, claramente, diz no título, o assunto desse texto é religião e quero dar uma pequena ideia sobre algo que penso a respeito desse tema. Sei que para algumas pessoas falar sobre religião pode ser um tema sensível demais e por essa razão que quero deixar esse aviso de que caso você seja uma dessas pessoas você pode não gostar do que vai ler. Eu, sinceramente, preferiria que todos lessem mesmo concordando ou não; mas, no final a decisão cabe apenas aos leitores sobre o que querem fazer.

Apesar de ter dito tudo isso, o que eu vou falar não é nada demais; apenas um pensamento que eu já tive e que provavelmente alguns de vocês leitores já tiveram alguma vez na vida. Sabemos que a religião nos acompanha desde muito tempo atrás e que se desenvolveu até o que temos atualmente, e com esse desenvolvimento temos inúmeras religiões diferentes e, naturalmente, pessoas que acreditam fielmente nas suas crenças religiosas, mas qual delas seria real?

Ao menos ao meu ponto de vista não existe uma religião errada, ao mesmo tempo que não existe nenhuma 100% certa. A prova de que não existe certeza quanto a isso é quando vemos a variedade de religiões que pregam coisas diferentes. Talvez todas elas sejam, apenas, interpretações dos ensinamentos tirados na bíblia; mesmo assim, é difícil criar uma teoria a respeito disso, o que posso dizer é que não devemos tratar com descaso outras religiões acreditando que as nossas crenças são 100% verdadeiras.

Para exemplificar isso podemos colocar uma testemunha de Jeová e um evangélico lado a lado: ambos têm crenças diferentes e visões distintas a respeito de religião; mesmo assim, ambos acreditam, fielmente, de que a religião em que eles seguem é certa. E quem estaria errado? Eu sinceramente não consigo tratar nada com uma certeza absoluta, isso com qualquer coisa; por essa razão, não sou capaz de dar uma resposta clara, e nesse caso, eu acredito que essa resposta sequer exista, por enquanto.

Mas, independentemente do que você acredite ou não acredite, você deverá respeitar as outras pessoas; afinal, se não temos certeza sobra nada, e você se considera como a pessoa certa, isso é, simplesmente, ignorância de sua parte.

Minha intenção nesse texto não é abalar a fé de ninguém, espero que algo assim não tenha acontecido e se aconteceu considere você o culpado por ter ignorado o aviso e lido até aqui. Embora eu admire a persistência, espero que tenham tido uma boa leitura, seja você crente ou ateu; como já disse em textos passados, essa página é para que todos possam ler independente do que pensem, ao menos na minha humilde opinião eu achei um tema bastante interessante.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.